Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Banco de Manuais Escolares

 A Escola Secundária de Barcelinhos criou o Banco de Manuais Escolares.

 O BME tem como objetivo fomentar  a partilha de Manuais Escolares possibilitando a sua recuperação  e utilização de forma gratuita, a quem deles necessite.

Antes de ires para férias deixa os teus manuais escolares na Beaf e inscreve-te para receberes os do próximo ano letivo.

Para mais informações consulta o regulamento.

 

Banco de livros_2018.png

 

 

Dia Mundial do Livro

IMG_0949.JPG

Não é a capa de um livro, nem um cartaz. O "tião" nasceu na biblioteca da Escola Secundária de Barcelinhos, no Dia Mundial do Livro, pelas mãos mágicas do ilustrador Sebastião Peixoto que, num encontro com os nossos alunos,  falou acerca da sua paixão e talento pela ilustração. 

Sebastião Peixoto, Ilustrador, é natural de Braga. Licenciou-se em Artes Plásticas – Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

Desde 2009 que colabora com várias editoras na ilustração de livros infantis, como a Planeta Júnior, Trampolim, Quidnovi, Opera Omnia, Paleta de Letras, entre outras, tendo já ilustrado mais de 15 livros, alguns publicados no estrangeiro.

Conta já com vários  trabalhos publicados em diversos suportes (fanzines, revistas e jornais) e participa, regularmente, em exposições coletivas de pintura e ilustração em Portugal e no Estrangeiro.

Em 2014, foi-lhe atribuída uma menção Honrosa no 7º Encontro Internacional de Ilustração de S. João da Madeira.

Fez parte da exposição coletiva em homenagem ao Charlie Hebdo, na Livraria Papa-Livros.

Vários dos seus livros ilustrados constam na lista do PNL e fazem as delícias dos mais pequeninos, dada a grandeza das suas ilustrações. 

Foi um encontro que contribuiu, grandemente, para o enriquecimento dos nossos alunos ao contactarem com um convidado que, de uma forma simples e sem formalismos, deixou provas das suas qualidades artísticas, através de uma ilustração criada in loco, "O tião". Este desenho simboliza, de forma exemplar, o Dia Mundial do Livro que hoje se comemora.

 

 

Concurso Nacional de Leitura - Fase concelhia

 CNL 2018 - fase concelhia.

IMG_0936.JPG

 O Teatro Gil Vicente, em Barcelos, foi palco da fase concelhia do CNL 2018.  Alunos de todos os agrupamentos do concelho e de todos os ciclos de ensino juntaram-se para homenagear a Leitura.

A Escola Secundária de Barcelinhos fez-se representar pelo aluno do 3º ciclo, Carlos Daniel Araújo da Silva e, da aluna do secundário, Cátia Daniela Belchior Alves.

Parabéns a todos os concorrentes, em especial aos nossos alunos que, mesmo não tendo sido apurados, representaram orgulhosamente a nossa escola. 

 

Concurso Concelhio "Pequenos Grandes Poetas"

29512465_1697666393615205_5816904942756791238_n.jp

Bruna Barbosa, aluna da Secundária de Barcelinhos, vencedora do Concurso Concelhio Pequenos Grandes Poetas, modalidade de poema inédito, 3º escalão, com o poema "O Poder das Palavras". 
Parabéns aos nossos participantes:  Matilde Gomes, Daniela Beatriz Sá Costa e Maurício Vale.

Poema vencedor

O Poder das Palavras
As palavras são vermelhas 
Como o sangue que corre nas veias, 
Como o coração que sobressai 
No meio da confusão,
Como a cor dos carnudos lábios
Que transbordam de paixão.
São aquilo que nos falta 
Quando deixamos falar o coração,
E damos asas à imaginação.
São assim, as palavras,
Ninguém as pode tirar, 
Ninguém as pode roubar.
Com elas podemos, pouco a pouco, 
Mudar a mente, o que é dado como certo
E ninguém se atreve a contestar.

Bruna Barbosa, 7º A

 

 

 

 

 

 

Dia Mundial da Poesia

Cartaz_.png

Programa: 

09H |  "Árvore Poética"

           Colocação de  frases e poemas feitos pela Comunidade escolar 

           "As árvores também tem Poesia"

            Identificação das árvores do jardim da escola com poemas

10H | "Diga aqui um poema"

          Leitura de poemas em vários locais da escola

 

 

 

 

Diários de Escrita

Cartaz.png

 Desde pequenos, quando ainda nem ler sabemos, até ao fim da vida, a Literatura faz parte do nosso quotidiano, mas quando nos colocam a pergunta: “Qual a importância da Literatura para a Humanidade?” não sabemos dar uma definição concreta.

Em primeiro lugar, quando se procura no dicionário o significado de Literatura aparece “arte de escrever”. Mas será que esta é a única definição de Literatura? Como Sigmund Freud referiu “Os poetas e os romancistas são aliados preciosos, e o seu testemunho merece a mais alta consideração, porque eles conhecem, entre o céu e a terra, muitas coisas que a nossa sabedoria escolar nem sequer sonha ainda. São, no conhecimento da alma, nossos mestres, que somos homens vulgares, pois bebem de fontes que não se tornaram ainda acessíveis à ciência.”, perante isto, conclui-se que a Literatura é muito mais que a arte de escrever, influenciando de uma forma grandiosa o nosso conhecimento. Porém, numa sociedade onde há poucos leitores e uma grande carência educacional, não se pode esperar que se tenha uma compreensão mais abrangente sobre o tema.

Em segundo lugar, a Literatura permite ao indivíduo estimular os seus conhecimentos, refletindo sobre assuntos que nunca refletiu, ou seja, “a nossa sabedoria escolar nem sequer sonha ainda” como Sigmund Freud opinou. Desta forma, a Literatura tem grande importância para a sociedade pois contribui para a valorização cultural e social do indivíduo, desenvolvendo o seu senso crítico, tendo a capacidade de chegar à alma, fazendo reflexões sobre o mundo e realidade e, até, sobre nós mesmos sendo exemplo disso, o meu livro preferido “Milk and Honey” de Rupi Kaur que despertou o meu sentido crítico sobre vários assuntos, refletindo imenso sobre mim mesma e sobre a sociedade que me rodeia, despoletando em mim a vontade de querer mudar o mundo. Deste modo, visto que a Literatura enriquece tanto o ser humano, é normal ser importante no âmbito escolar, sendo uma forte influência em cada um de nós. No entanto, há uma grande quantidade de estudantes que menosprezam a Literatura, porém, aqueles que a valorizam, usufruem, sem dúvida, dos benefícios que a Literatura oferece, nomeadamente, cultura, lazer, enriquecimento vocabular e perspetivas diferentes da vida e do mundo. Um grande exemplo disto é a influência que Fernando Pessoa teve em mim, especificamente na minha maneira de pensar, pois ao longo do estudo da sua poesia e obra fui-me identificando com alguns dos seus pensamentos, refletindo assim sobre a minha realidade e mudando maneiras de pensar não caindo na tentativa de cometer os mesmos erros que os antigos. Mas não se fica por aqui, um grande tema ao longo do meu estudo de Literatura é a temática da mulher, observando a grande evolução que esta tem, sendo musa inspiradora de vários autores como, por exemplo, na poesia trovadoresca, Cesário Verde e Eça de Queirós. Outro tema muito abordado é o patriotismo e a força de vontade do povo português, relembrando o quanto o nosso povo conquistou e o quanto é grandioso, havendo duas grandes obras focadas neste assunto: Os Lusíadas, de Luís de Camões e Mensagem, de Fernando Pessoa.

Em suma, a Literatura é uma necessidade no nosso quotidiano, pois é um meio de expressar ideias e sonhos, inspirando os que nos rodeiam, revolucionando, assim, o mundo.

Diana Morim, 12ºC