Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Casting Literário

20220511_101726.jpg

Já foram apurados os finalistas participantes no concurso concelhio "Pequenos Grandes Poetas".

O casting literário, realizado a 11 de maio, contou com a presença de vários alunos inscritos, para a audição de declamação.  

O júri, constituído pelas professoras, Florinda Bogas, coordenadora da Beaf, Constança Domingues e Fátima Carvalho, ouviu as declamações e  analisou os poemas originais, tendo selecionado um vencedor do terceiro ciclo e um do secundário. 

Um muito obrigada a todos os inscritos e parabéns aos vencedores que irão representar a nossa escola, em junho, no concurso concelhio Pequenos Grandes Poetas.

 

 

Dia Mundial do Livro 2022

278906288_5086864471362030_2785263337803528906_n.j

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, celebrado a 23 de abril, tem como objetivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, bem como incentivar hábitos de leitura na população.

Foi com este objetivo que a Beaf realizou, entre os dias 22 e 27 de abril, a "Feira do Livro Usado". Esta atividade pretendeu dar testemunho da importância e utilidade dos livros e, simultaneamente, possibilitar, a muitos alunos, a aquisição, pela primeira vez, de livros a preços simbólicos. 

Muitos dos alunos escolheram e compraram, pela primeira vez, aquele que poderá ser o livro da sua escolha, o livro que os introduzirá ao prazer da leitura. Outros aproveitaram para reforçar as suas bibliotecas particulares e acumular leituras para os próximos tempos.

Esta iniciativa teve uma elevada adesão da comunidade escolar.

1650923915003.jpg

 

 

A UNESCO instituiu o Dia Mundial do Livro em 1995.

A data foi escolhida por ser um dia importante para a literatura mundial.

No dia 23 de abril de 1616 faleceu Miguel de Cervantes.  O dia 23 de abril é também recordado como o dia em que nasceu e morreu  (1564-1616) o famoso escritor William Shakespeare. Também neste dia, em 1899, nasceu Vladimir Nabokov.

 

 

Literacia financeira - Banco de Portugal

278807939_5079571632091314_7340386340855235254_n.j

Crédito” e “Canais Digitais” foram os temas abordados, nos dias 7 e 19 de abril, na Biblioteca Escolar António Ferraz, em regime presencial e online, respetivamente. O funcionamento do crédito, os seus principais tipos e caraterísticas e o que acontece a quem o não pagar, foram os assuntos apresentados pela Dra. Ana Alexandra Azevedo e pelo Dr. Miguel Ferreira. Mas, com a evolução da tecnologia e o rápido desenvolvimento de aplicativos e canais digitais, tornou-se necessário estar a par das vantagens, assim como dos cuidados que é preciso ter e dos riscos na sua utilização. A Dra. Daniela Costa elucidou-nos sobre a importância desta temática.

 

Cidadania e Desenvolvimento - Interculturalidade

INTERCULTURALIDADE NA EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA NA PERSPECTIVA DECOLONIAL –  O CASO DA CEI RAIMUNDO LOPES NA TERRA INDÍGEN

 

      

 

Trabalho de Cidadania e Desenvolvimento, de Guilherme Figueiredo

No âmbito da área de Cidadania e Desenvolvimento foi sugerido aos alunos do 10º ano de Filosofia um trabalho de pesquisa sobre o tema Interculturalidade. Este trabalho teve como objetivo preparar cidadãos democráticos, participativos e humanistas, numa época de diversidade social e cultural crescente, no sentido de promover a tolerância e a não discriminação, bem como de suprimir os radicalismos violentos.  

Se eu recebesse em minha casa um refugiado/a ucraniano iria:

  • Esforçar-me-ia, ao máximo, para conseguir comunicar com ele, na sua língua, de modo a que ele percebesse e ficasse confortável a falar comigo.
  • Tentaria proporcionar-lhe uma alimentação idêntica à que ele tinha no seu país.
  • Tentaria que ele conseguisse ter acesso às notícias da guerra na Ucrânia, sobretudo, informações sobre os seus familiares e amigos.
  • Tentaria introduzi-lo no meu grupo de amigos, de modo a que ele não se sentisse sozinho.

Para isso, desenvolvi um trabalho de pesquisa na Internet sobre a cultura Ucraniana e também russa porque, apesar da guerra, estes dois países tem muito em comum.

Cultura musical da Ucraniana

dança.jpg

A música folclórica ucraniana é muito influenciada pelos ritmos ocidentais da Rússia e tem a característica de proporcionar a boa disposição a quem a ouve por causa dos seus ritmos alegres que fazem um bater de pé constante, emanados por instrumentos como a flauta tradicional de madeira, os violinos, os tambores, o acordeão popular bayan e os tsymbalos (instrumento trapezoidal, com cordas esticadas na horizontal)

Cultura musical da Rússia

Casa de ópera russa cancela apresentação de soprano por comentários sobre a  guerra na Ucrânia | Ucrânia e Rússia | G1

A música da Rússia é uma das mais importantes e antigas do mundo, tendo produzido obras e nomes entre os mais importantes da cultura universal há pelo menos 200 anos. Destacam-se principalmente as composições eruditas e peças para balé de Piotr Ilitch Tchaikovski e do Grupo dos Cinco (Rússia) (Mussorgsky, César Cui, Rimsky-Korsakov, Balakirev e Borodin), pioneiros da música contemporânea como Stravinski, Prokofiev, Rakhmaninov e Shostakovitch.

Folclore ucraniano

O folclore ucraniano é a tradição popular que se desenvolveu na Ucrânia e entre os ucranianos étnicos. Os primeiros exemplos de folclore encontrados na Ucrânia são a camada de folclore pan-eslavo que remonta à antiga mitologia eslava dos eslavos orientais. Gradualmente, os ucranianos desenvolveram uma camada de sua própria cultura folclórica distinta. O folclore tem sido uma ferramenta importante na definição e manutenção de uma distinção cultural na Ucrânia em face das fortes pressões assimilatórias das terras vizinhas.

Danças folclóricas foram realizadas com ou sem música. A maioria das danças folclóricas ucranianas são circulares. Algumas das danças mais famosas são o Arkan e o Hopak . A dança também foi enriquecida com o tradicional vestido folclórico ucraniano. Hoje, muitos grupos de dança ucraniana existem na Ucrânia e na diáspora ucraniana, particularmente no Canadá.

As canções folclóricas ucranianas podem ser divididas em quatro grupos básicos:

  • canções rituais - como canções de natal, canções de primavera, canções sobre ninfas e canções do festival Kupala
  • canções de colheita e canções de casamento
  • canções históricas e canções políticas - como dumas e baladas
  • canções líricas - como canções de família, canções de classe social e canções de amor

dança.jpg

Folclore russo

O folclore russo tem suas raízes nas crenças pagãs dos antigos eslavos e agora está representado nos contos de fadas russos. Bylinas russas épicas também são uma parte importante da mitologia eslava. As mais antigas bylinas do ciclo de Kiev foram registradas principalmente no norte da Rússia, especialmente na Carélia, onde a maior parte do épico nacional finlandês Kalevala também foi registrada.

A música da Rússia do século XIX foi definida pela tensão entre o compositor clássico Mikhail Glinka, junto com seus seguidores, que abraçou a identidade nacional russa e adicionou elementos religiosos e populares em suas composições, e a Sociedade Musical Russa, liderada pelos compositores Anton e Nikolai Rubinstein, que eram musicalmente conservadores.

No início do século XX, os dançarinos russos de balé Anna Pavlova e Vaslav Nijinsky alcançaram a fama. O empresário Sergei Diaghilev e as viagens ao exterior da sua companhia, a Ballets Russes, influenciaram profundamente o desenvolvimento da dança no mundo inteiro. O balé soviético preservou e aperfeiçoou as tradições do século XIX e as escolas de coreografia da União Soviética produziram muitas estrelas de renome internacional, como Maya Plisetskaia, Rudolf Nureyev e Mikhail Baryshnikov. O Balé Bolshoi, em Moscou, e o Balé Mariinsky, em São Petersburgo, tornaram-se famosos em todo o mundo.

Os tipos mais comuns de folclore na Rússia são: Contos populares, Magia popular, Rituais de férias, Amuletos.

Para os russos o Ballet é também uma ponte para a amizade entre os povos″

Desporto na Ucrânia

Os desportos populares na Ucrânia são: futebol, basquetebol, boxe, hóquei no gelo, atletismo e ginástica. A Ucrânia participou da primeira Olimpíada em 1996.

desporto.jpg

Desporto na Rússia

A Rússia é uma das principais potências desportivas do mundo, e as vitórias dos atletas russos nos principais torneios do planeta desde há um ano confirmam esse estatuto.

O país recebe constantemente várias competições, incluindo a nível mundial: os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em Sochi, a Universidade de Verão em Kazan em 2013, em 2016 três campeonatos mundiais e dois campeonatos europeus, em 2018 o campeonato do mundo, os jogos foram realizados em 11 cidades russas.

A realização e a preparação de tais eventos pressupõem a disponibilidade de infraestruturas modernas: complexos desportivos, estádios, pistas de esqui, campos de treino e outras instalações disponíveis para desportos profissionais e amadores.

futebol russo.jpg

Gastronomia na Ucrânia

A cozinha ucraniana é a coleção das várias tradições culinárias do povo da Ucrânia, um dos maiores e mais populosos países europeus. É fortemente influenciado pelo rico solo escuro (chernozem) de onde vêm seus ingredientes e geralmente envolve muitos componentes. Pratos ucranianos tradicionais muitas vezes passam por um processo de aquecimento complexo - "no início eles são fritos ou cozidos, e depois cozidos ou assados. Esta é a caraterística mais distintiva da cozinha ucraniana".

O prato nacional da Ucrânia é o borscht, a conhecida sopa de beterraba, da qual existem muitas variedades. No entanto, varenyky (bolinhos cozidos semelhantes ao pierogi) e um tipo de rolo de repolho conhecido como holubtsi também são favoritos nacionais e são uma refeição comum em restaurantes tradicionais ucranianos. Esses pratos indicam as semelhanças regionais na culinária do Leste Europeu.

A cozinha enfatiza a importância do trigo em particular, e dos grãos em geral, já que o país é muitas vezes referido como o "celeiro da Europa". A maioria dos pratos ucranianos descende de pratos camponeses antigos baseados em recursos abundantes de grãos, como centeio, bem como vegetais básicos, como batata, repolho, cogumelos e beterraba. Pratos ucranianos incorporam técnicas eslavas tradicionais, bem como outras técnicas europeias, um subproduto de anos de jurisdição e influência estrangeira. Como tem havido uma diáspora ucraniana significativa ao longo de vários séculos (por exemplo, mais de um milhão de canadenses têm herança ucraniana), a culinária está representada em países europeus e mais distantes, principalmente Argentina, Brasil e EUA.

comida.jpg

Gastronomia na Rússia

A culinária da Rússia é o conjunto de pratos, produtos, bebidas, doces e práticas culinárias tradicionais do vasto e multicultural território da Rússia. Suas bases foram estabelecidas pelos hábitos alimentares de sua população rural em situações climáticas muitas vezes duras, com uma combinação abundante de peixes, aves, cogumelos, tomate e mel. Plantações de centeio, trigo, cevada, beterraba e milho fornecem os ingredientes para uma grande variedade de pães, panquecas, sopas, cereais, kvas, cerveja e vodka.

As grandes expansões do território russo, influências, e interesses ocorridos do século XVI ao XVIII trouxeram mais tipos diferentes de alimentos e técnicas mais refinadas de culinária. Foi durante este período que peixes e carnes defumadas, massas, verduras e legumes, chocolate, sorvete, vinhos, e bebidas alcoólicas foram importadas do estrangeiro. Pelo menos para a aristocracia urbana e nobres das províncias, isto abriu as portas para a criativa integração desses novos alimentos com pratos tradicionais russos.

com.russa.jpg

Religião ucraniana

Historicamente, os territórios da atual Ucrânia eram habitados por tribos pagãs, mas o rito bizantino do cristianismo foi introduzido na virada do primeiro milênio. Escritores procuraram colocar o cristianismo deste país como introduzido pelo Apóstolo André.

O Judaísmo está presente em terras ucranianas há cerca de 2000 anos, quando os comerciantes judeus apareceram em colônias gregas. Desde o século XIII a presença judaica na Ucrânia aumentou significativamente. Mais tarde, na Ucrânia foi estabelecido novo ensinamento do judaísmo - hassidismo.

O Islamismo foi trazido para a Ucrânia com a Horda de Ouro pelo Império Otomano. Os tártaros da Crimeia aceitou o Islã por ser uma parte da Horda de Ouro e mais tarde os vassalos do Império Otomano.

A religião na Ucrânia passou por uma série de fases, mas em especial nos tempos da União Soviética, quando tal era o domínio do regime oficial comunista, que os cristãos foram perseguidos e apenas uma pequena fração de pessoas foram oficialmente frequentadoras da igreja.

religiao.jpg

Religião russa

A Constituição da Rússia Oriental afirma que o país é um Estado laico, porém, a Lei do Parlamento russo (Duma) sobre a religião em 1997, afirma que as quatro religiões tradicionais da Rússia são a Igreja Ortodoxa Russa, o Islã, o Budismo (principalmente lamaísta) e Judaísmo, de modo que todos têm o direito automático a pregar e praticar sua religião em público e em privado, enquanto outras religiões devem executar procedimentos de registro. Contudo, um contrassenso a declaração de estado laico e de liberdade de crença (pregar e praticar sua religião) é a proibição das atividades da Cientologia e das Testemunhas de Jeová na Rússia bem como outros grupos menores por serem considerados extremistas do ponto de vista do país. É também um dos países com o maior número de ateus e agnósticos no mundo. Religiosidade na Rússia é muito étnica, a confissão religiosa é relacionada a um grupo étnico. Assim, a maioria de cristãos ortodoxos são eslavos, a maioria dos muçulmanos são turcos, a maioria dos budistas são mongóis (predominantemente seguidores do budismo mongol). Apenas os judeus representam um grupo étnico por si só. Alguns outros grupos religiosos na Rússia são: católicos romanos, católicos russos, protestantes, neopagãos do leste europeu, animistas, Hare Krishnas e Bahá'ís.

religiao russa.jpg

 

Cidadania e Desenvolvimento. "Mar - O nosso pulmão"

Desenvolvimento sustentável/Educação ambiental - 11º TR

Formação das ondas do mar - Mundo Educação

Desenvolvimento sustentável e a Educação ambiental constituíram as linhas orientadoras do projeto de Cidadania e Desenvolvimento da turma de Turismo Ambiental e Rural do 11.º ano, que se centrou na preservação das águas dos mares e oceanos. Na disciplina de Português, os alunos descobriram os poetas que se inspiraram no elemento aquático e o transformaram em literatura. O desafio lançado aos alunos foi o de criar um infográfico poético que refletisse a interpretação de cada poema selecionado, acompanhado de uma leitura expressiva em suporte áudio. Abaixo de cada infográfico, realizado com recurso à ferramenta Canva, poderão ouvir  a leitura do respetivo poema.

Criado com o Padlet

Balanço das atividades da Semana da Internet + Segura 2022

Pode ser um desenho animado de texto que diz "800 Linha 219 Internet 090 Segura APAV 熊熱女生お主位 p010 Apoioà Vítima ATENÇÃO! Diada da Internet Segura 2022 Mantenham-se seguros na Internét! Escola Secundaria de Barcelinhos Grupo de Informática Biblioteca Escolar Rádio Escolar"

Chegados ao fim da Semana da Internet + Segura 2022, é com grande satisfação que fazemos o balanço das atividades. Ao longo da semana foram várias as atividades dinamizadas pelo Subdepartamento de Tecnologias, com a colaboração da Beaf, "Grafonola"- Rádio da Escola e do SPO.
Numa época em que assistimos a constantes ciberataques a grandes empresas é pertinente todos estarem alerta. Nesse sentido, os alunos do 12º ano inscritos na disciplina de Aplicações Informáticas B percorreram as salas de aula das turmas do 12º ano, a fim de sensibilizarem os colegas para a importância da temática da segurança na internet. Também os alunos do 10ºIG do Curso Profissional de Técnico de Informática de Gestão se juntaram a esta iniciativa tendo percorrido as salas de aula das restantes turmas.
Ao longo da semana foram passados vários spots na Rádio da escola de modo a alertar para os riscos que se corre na publicação de conteúdos. Os alunos do 11.ºIG produziram um poema sobre segurança na internet na aula de Português, gravado na aula de Linguagens de Programação, que também passou toda a semana na rádio escola.
Na Biblioteca os alunos puderam assistir a vídeos sobre problemas de privacidade, roubo de identidade e a partilha de informação confidencial.
As turmas do 9º ano e os alunos do 12ºano inscritos na disciplina de Aplicações Informáticas B também criaram trabalhos sobre a temática da Segurança Digital mostrando a sua criatividade e conhecimentos, tendo como principal objetivo promover a utilização segura da internet por todas as pessoas.
Todos os que participaram e levaram a cabo estas atividades estão de parabéns pela forma como se envolveram nesta iniciativa.
Deixamos, aqui, alguns dos muitos trabalhos produzidos pelos alunos.
Segurança na Internet, 9º A
Segurança digital, 9º B
Internet+segura, 9º C
Conteúdos digitais, 9º D
Vídeo de produção criativa e original, da total responsabilidade das alunas Ana, Carolina, Maria e Inês do 12º ano.