Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Dia Mundial da Terra vs Dia Mundial do Livro

earh day.jpg

"Das folhas das árvores para as folhas dos livros" é o título da oficina de Ilustração que será dinamizada pela artista Helena Zália, no dia 24 de abril, como forma de assinalar o Dia Mundial da Terra e o Dia Mundial do Livro. Esta atividade resulta de mais uma parceria entre o Clube Ciência Viva e a Biblioteca Escolar António Ferraz.

Os alunos envolvidos terão a oportunidade de criar um livro-objeto coletivo, tendo como mote a letra da música “Mão Verde” de Capicua e Pedro Geraldes.

Oficina de ilustração poética

IMG_20230322_124924.jpg

No dia 21 de março, o Clube Ciência Viva, o Clube Eco-escolas e a Biblioteca Escolar António Ferraz convidaram a ilustradora Joana de Rosa para dinamizar uma oficina de ilustração comemorativa do Dia Mundial da Árvore e do Dia Mundial da Poesia. Nesta sessão, os alunos do 8.º B, 11.º C e 11.º TR que integram estes clubes puderam conhecer melhor todo o processo implicado na ilustração de um livro, assim como as diferentes técnicas utilizadas. Depois, receberam o desafio de interpretarem o poema "As árvores e os livros", de Jorge Sousa Braga, que integra a obra Herbário, recriando uma das técnicas utilizadas pela artista. O espaço da biblioteca escolar encheu-se de materiais prontos a ser reutilizados e quase não conteve tanta criatividade!

Vejam como tudo se passou:

Dia Mundial da Poesia

Dia Poesia Árvore-Cartaz-Blogue.jpg

Biblioteca Escolar António Ferraz | Clube Ciência Viva | Clube Eco-escolas

As árvores e os livros

As árvores como os livros têm folhas
e margens lisas ou recortadas,
e capas (isto é copas) e capítulos
de flores e letras de oiro nas lombadas.

E são histórias de reis, histórias de fadas,
as mais fantásticas aventuras,
que se podem ler nas suas páginas,
no pecíolo, no limbo, nas nervuras.

As florestas são imensas bibliotecas,
e até há florestas especializadas,
com faias, bétulas e um letreiro
a dizer: «Floresta das zonas temperadas».

É evidente que não podes plantar
no teu quarto, plátanos ou azinheiras.
Para começar a construir uma biblioteca,
basta um vaso de sardinheiras.

Jorge Sousa Braga, in Herbário, Assírio & Alvim, 1999.

Poema dito por Gonçalo Pereira - 11.º C

Biblioteca António Ferraz · As árvores e os livros

Os Direitos Humanos na Biblioteca Escolar

ONU.png

O Dia dos Direitos Humanos é assinalado pela comunidade internacional a 10 de dezembro para comemorar a data da adoção, em 1948, da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), por parte da Assembleia das Nações Unidas.

10 de dezembro é também o Dia Nacional dos Direitos Humanos, instituído pela Assembleia da República (Resolução n.º 69/98, de 22 de dezembro).

 

O cinema na luta pelos Direitos Humanos

Apresentação1.jpg

A partir de 5 de dezembro, na Biblioteca Escolar António Ferraz, a par da Maratona de Cartas 2022, todos os alunos, de forma autónoma ou em sessões agendadas pelos seus professores, poderão assistir a extraordinárias obras cinematográficas.

All invisible children (Crianças invisíveis) é um trabalho de conjunto que juntou produtores italianos, a UNICEF, o Programa Alimentar Mundial e um grupo de realizadores à volta de um manifesto de apoio a crianças em vários pontos do planeta, entre os quais Brasil, China, Sérvia, e Estados Unidos da América. Os filmes, sobre crianças que lidam todos os dias com as maiores atrocidades, são assinados por realizadores de renome:  Kátia Lund, Stefano Veneruso, Jordan Scott, Mehdi Charef, Emir Kusturica, Spike Lee, John Woo e Ridley Scott.

 

Human, de Yann Arthus-Bertrand, com mais de duas mil entrevistas em 60 países dão vida a este comovente documentário que reflete o que somos e o que queremos, não só como indivíduos, mas como sociedade.

-------------------------------

 

DUDH_e_CUDOSHpeq.jpg

No dia 13 de dezembro, a professora Alexandra Vieira, coordenadora do Clube Europeu, em parceria com a Biblioteca Escolar, promoverá a discussão comparativa de dois importantes documentos, levando os alunos à reflexão não só sobre os Direitos, mas também sobre os Deveres Humanos. A Declaração universal dos direitos humanos, instituída pelas Nações Unidas em 1948, e a Carta universal dos deveres e obrigações dos seres humanos, publicada em 2017 pela Fundação José Saramago, com base no discurso de José Saramago aquando da entrega do Prémio Nobel da Literatura, em 1998, estarão no centro da reflexão.

Semana Concelhia da Ciência - Atividades desenvolvidas

Cartaz-insta.jpg

A Semana Concelhia da Ciência, que decorreu entre os dias 21 e 25 de novembro, foi o resultado da colaboração de vários clubes e projetos da Escola Secundária de Barcelinhos. O Clube Ciência Viva, o Clube Eco-Escolas, o Subdepartamento de Tecnologias, a Biblioteca Escolar António Ferraz e todos os professores envolvidos, com a parceria da Rede de Bibliotecas de Barcelos, envolveram os alunos num diversificado leque de atividades que em muito enriqueceram o seu percurso académico e pessoal. 

Bomba-de-sementes (1).jpg

No dia 21 de novembro, o Clube Ciência Viva e o Clube Eco-Escolas, em parceria com o Gabinete de Ambiente e Recursos Naturais da Câmara Municipal de Barcelos, promoveram o workshop "Sementeiras e bombas de sementes", bem como a  tertúlia "A importância da floresta autóctone".

Os alunos das turmas 7.ºA, 8.º A, 8.º B, 10.ºTR e 11.º TR, acompanhados pelos professores Carminda Abreu, Celeste Aires, João Rodrigues, Patrícia Vale e Alexandre Lisboa, bem como os alunos da Escola Básica de S. Brás e os seus professores titulares, ficaram a conhecer a técnica de bolas de sementes de argila, criada por um agricultor japonês, que pretende fazer crescer sementes em locais por vezes de difícil acesso. O facto de a semente estar protegida por argila também lhe confere proteção contra predadores, mantém a humidade e fornece nutrientes à semente para ela germinar. É uma técnica usada em agricultura biológica.

Durante a tertúlia, os alunos ficaram a conhecer melhor a floresta autóctone que tem entre outras árvores de fruto as do género Quercus, como carvalhos, sobreiros e azinheiras,cujo fruto é a bolota, usada durante a atividade para fazer as bolas de semente que serão lançadas, depois de seca a argila em que foram envolvidas.

Vejam como os alunos lançaram mãos à obra:

---

Newton_gostava_de_ler____Universidade_de.jpg

Nos dias 22 e 23 de novembro, o projeto Newton gostava de ler!, resultante da parceria entre a Rede de Bibliotecas Escolares e a Fábrica-Centro de Ciência Viva de Aveiro, foi implementado pela Biblioteca Escolar António Ferraz em duas sessões diferentes: "Experiência emulsionante" e "Ciência a motor", nas quais se comprovou que a biblioteca escolar é um espaço de leitura, mas também um espaço de ciência.

No dia 22 de novembro, na sessão "Experiência emulsionante", os alunos do 11.º A, acompanhados das suas professoras Isabel Silva (Físico-Química) e Marisa Cadilha (Biologia e Geologia) ouviram excertos da obra Notas de cozinha de Leonardo da Vinci, de de Shelagh Routh e Jonathan Routh, incluindo maravilhosas receitas que têm como ingrediente a manteiga. Depois, puderam eles próprios descobrir a ciência que se esconde na passagem das natas a manteiga e, no fim, provar o delicioso resultado.

No dia 23 de novembro foi a vez dos alunos do 7.º A e do 8.º A participarem na sessão "Ciência a motor", acompanhados pela sua professora Carla Alves (TIC). As Redações da Guidinha, de Luís de Sttau Monteiro, constituiu o divertido mote para a criação de um circuito elétrico que transformou energia elétrica em energia mecânica e pôs em movimento uma máquina de fazer rabiscos.

Eis os melhores momentos:

---

Apresentação1.jpg

No dia 24 de novembro, cinco turmas da Escola Secundária de Barcelinhos (11.º C, 12.º A, 12.º B, 12.º C e 12.º D), acompanhados pelos professores Celeste Aires, Filipa Capa, José Cruz e Alice Azevedo, rumaram ao Auditório da Câmara Municipal de Barcelos para assistirem à Conferência “Porque pirilampiscam os pirilampos e outras perguntas de química", com o Doutor João Paiva, da Universidade do Porto, uma atividade proposta pela Rede de Bibliotecas de Barcelos, pelo Clube Ciência Viva e pelo Clube Eco-Escolas.

Ficam algumas imagens:

---

playnetario-1.jpg

No dia 25 de novembro, os alunos das turmas A e B do 7.º ano, acompanhados pelos professores Paula Pereira, Carla Maio, José Ramires e Augusta Brochado, a convite da Biblioteca Municipal de Barcelos, do Clube Ciência Viva e Clube Eco-Escolas, entraram no Playnetario e mergulharam na realidade virtual, conhecendo o mundo ancestral dos dinossauros e viajando pelo espaço. 

Foi uma experiência, sem dúvida, muito divertida:

---

engefb.pngNos dia 22 e 25 de novembro, o Subdepartamento de Tecnologias da Escola Secundária de Barcelinhos, em parceria com a iniciativa Engenheiras por um dia, proporcionou a um muitíssimo vasto número de alunos (10.º A, 10.º IG, 11.º IG, 11.º TR,11.º B, 11.º C e12.º E), acompanhados pelos professores Ana Fanco, Maria João Costa, Rita Maio, Carla Alves, Paula Costa, António Mendes, Graça Teles e Paula Silva, o privilégio de conhecer oportunidades de trabalho futuro. 

Tiago Santos, Human Capital | IT Recruiter & Talent Manager, da Adentis Portugal, elucidou os alunos sobre o papel das Tecnologias de Informação (TI) no mercado de trabalho e qual o perfil esperado nas várias valências possíveis na área das TI, mostrando, também, as diferentes áreas de ação de um especialista em TI e os diferentes caminhos que podem percorrer para entrar neste mercado tão atrativo e com perspetivas tão promissoras. 

A engenheira Mariana Silva, Diretora de Inovação da DataColab esclareceu aos alunos acerca da vasta gama de engenharias e caminhos que hoje se interligam com temas tão interessantes como Business Inteligente, Smart Cities, Data Mining e tantos avanços que estes novos mercados de trabalho podem proporcionar a alunos de áreas distintas.

É sempre bom abrir horizontes que por vezes parecem tão distantes.

Uma riquíssima Semana da Ciência e Tecnologia resultante de excelentes parceiros e de um verdadeiro trabalho colaborativo!

Onda Rosa - Outubro Rosa

Poema-Teresinha.jpg

O dia 26 de outubro foi a data escolhida para assinalar a Onda Rosa na Escola Secundária de Barcelinhos. Aqui fica o balanço das atividades  introduzido com o belíssimo poema carregado de esperança da autoria da nossa aluna Ana Teresa Costa. Foi também esta esperança que todos os seus colegas de turma (9.º A) usaram para deixar alento àqueles que sofrem.

Leiam as frases que criaram:

 

As nove turmas de 10. º ano participaram em duas palestras subordinadas à temática "Cancro e cancro da mama", promovidas pelo Programa de Apoio à Promoção e Educação para a Saúde (PAPES), coordenado pelo professor Jaime Dantas, com as palestrantes Dr.ª Cristiana Fonseca, coordenadora do Departamento de Educação para a Saúde, e Dr.ª Mónica Gomes, ambas técnicas da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC).

Deixamos o registo fotográfico das palestras:

 

Continuando a tradição, a comunidade educativa deixou-se fotografar na Pink Selfie e o Clube de Dança, orientado pela professora Carla Maio, mostrou a todos que a prática de exercício físico e a alegria são a chave para a superação. 

Deixem-se contagiar, nunca esquecendo o verdadeiro objetivo da Onda Rosa - sensibilizar para a prevenção e para o controlo do cancro da mama.

Ao longo do mês de outubro - Outubro Rosa - outras atividades se desenvolveram na Escola Secundária de Barcelinhos.

A Biblioteca Escolar dinamizou sessões de desenvolvimento de literacias da informação e da saúde, já divulgadas anteriormente. 

As alunas do 12.º F que integram o Clube de Voluntariado da Escola Secundária de Barcelinhos, coordenado pelas professoras Graça Alves e Fátima Carvalho, gravaram mensagens poéticas de esperança, com o objetivo de levarem um pouco de luz a quem sofre.

Eis alguns dos vídeos criados:

E assim se colabora na Escola Secundária de Barcelinhos!

Diferentes projetos deram as mãos e trabalharam com um objetivo comum, cada um investindo na sua área de atuação e pensando sempre na formação integral dos alunos. A iniciativa Outubro Rosa foi, assim, concretizada pela Biblioteca Escolar, pelo Programa de Apoio à Promoção e Educação para a Saúde, pelo Clube de Voluntariado e pelo Clube de Dança, contando com o apoio dos assistentes operacionais.