Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

O Sarau em Palavras - Alda João Andrade, 10º ano


Somosum… Não eu e tu, mas um NÓS caloroso aqui veementemente representado! Éprecisamente isso que somos, UM! Uma unidade mesclada por esta grande escolaque completa agora uns quantos anos de existência.
Ensinaram-meque, num qualquer lugar e num qualquer tempo, existiam escolas que “eramgaiolas para que os pássaros desaprendessem a arte do voo”. Escolas queencarceram o pensamento de todos os seus educandos, para que assim, os consigamlevar para onde bem entenderem. Escolas que vêm com os seus dedos pesados deferrugem, desgastando as asas de todos aqueles que por lá pairam. Todavia, aessência dos pássaros é o voo, e se até isso lhes exturquem, deixaram de serpássaros!
Nãoreconheci essa realidade – a experiência própria falava mais alto, impedindo-mede observar com bons olhos essa atroz realidade. Invariavelmente, a únicaverdade que eu conhecia era a de uma escola que, ao invés de carcomer as asasdos seus Homens, cultiva-as, fomenta o seu bom uso! Uma escola que não sobreveiopara adestrar aos pássaros a arte do voo, até porque isso já nasce com eles;brotou sim para encorajá-lo e aperfeiçoá-lo! Para que os pássaros se tornembons pássaros, capazes de singrar por entre a monotonia da sua vida.
Vai-seo tempo, vão-se os lugares, vão-se ou não se vão os semelhantes. O cenáriomantém-se, até porque a escola permanece no mesmo local - talvez apenas umpouco mais degradada pelo decorrer natural do tempo. Mas, não obstante essedesgaste físico, o espírito mantém-se intacto: a união de todos aquelespersonagens que vão pisando este palco que é renovado a cada ano sojorna noauge! E por isso, por todos os personagens, quer os que ainda cá estão, quer osque já não cá habitam, que já integraram e/ou integram o elenco desta peça queé a história desta escola que nos une, uma certeza eu posso dar: não obstantetudo passar, o tempo correr e as vidas mudarem, há algo que fica – as memórias.As memórias de um outrora passado nesta escola. E essas permanecem bem vincadas!
Etudo isto se resume numa única palavra: OBRIGADA! Um obrigada sincero, porestes 25 anos a fazer crescer as asas de todos aqueles que jamais seimaginariam capazes de voar!