Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Feira do Livro

Pedro Chagas Freitas na Feira do Livro da Biblioteca Escolar Dr. António Ferraz

IMG_0698.JPG

Pedro Chagas Freitas visitou a Escola Secundária de Barcelinhos e encheu-a de satisfação, de entusiasmo e de muita sede de vencer!

Falou-nos do seu percurso, das pedras que encontrou no caminho e daquilo que construiu com essas "pedras"... até se tornar neste admirável trabalhador da escrita! O próprio insiste em dizer que é "um gajo que escreve cenas", distanciando-se do conceito  estereotipado do escritor recatado, recolhido  e isolado das multidões.

Pedro Chagas Freitas mostra-se, dá-se a conhecer e, nesta sessão com alunos e professores, fala de si, num discurso bastante confessionalista, falar do caminho, das tentativas de ser escritor e de fazer imensas coisas sem se deixar vencer pelo medo de falhar. Pelo contrário, conhecemos um homem que, com apenas 38 anos, já desempenhou várias funções e, segundo nos confessou, falhou em todas elas! Foi operário fabril numa fábrica de calçado, foi jogador de futebol no Vitória de Guimarães, foi barman, porteiro de discoteca, nadador salvador, jornalista no jornal "A Bola", apresentador de rádio e televisão, redator publicitário, guionista... estudante de Linguística em Lisboa, criador de jogos de escrita criativa... hoje dá palestras, formação a professores, orienta sessões de escrita criativa e, segundo confessa, falhou em tudo que fez e foram essas falhas que o fizeram chegar até aqui! E deixou a promessa: "Prometo Falhar"!  - De facto, este título, que é um marco da sua notoriedade, é também a postura que Pedro Chagas Freitas tem perante a vida: sair da sua zona de conforto e ir à luta, realizar, criar, num dinamismo imparável, de quem sabe o que quer e escolhe para onde vai.

E foi esta a preciosa mensagem que quis deixar aos nossos jovens alunos: todos temos capacidades, todos temos "ferramentas" e talentos escondidos... mas temos de os descobrir, de os mostrar aos outros... 

Há que tentar, há que errar, que falhar, falhar muito, cair mil vezes e levanta mil e uma!

O segredo está nesse empenho, nesse trabalho árduo e no foco de que vamos conseguir!