Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Direitos Humanos - Maratona de Cartas 2022

logo-AI.png

A Maratona de Cartas é o maior evento de direitos humanos organizado pela Amnistia Internacional.

Nos últimos meses de cada ano, pretende-se que milhões de pessoas em todo o mundo se juntem a este movimento, colaborem na construção de um mundo mais justo e atuem em defesa de pessoas e comunidades em risco. Para que isso aconteça, poderão divulgar o movimento junto dos seus conhecidos, assinar petições, escrever cartas e organizar eventos.

A Maratona de Cartas 2022 decorre, em Portugal, de 1 de novembro de 2022 até 31 de janeiro de 2023 e, à semelhança de anos anteriores, a Biblioteca Escolar António Ferraz e toda a comunidade educativa associam-se a esta causa.

Todos os professores, assistentes operacionais, encarregados de educação e seus educandos poderão assinar online as cinco petições que em muito contribuirão para solucionar as situações de violação dos direitos humanos pelas quais nos batemos este ano.

É importante que os alunos apenas assinem estas petições acompanhados dos seus encarregados de educação e que possam eles também assinar e, assim, fazer parte deste movimento. Contudo, mensagens escritas e ilustradas poderão ser criadas com os professores e enviadas para a Amnistia Internacional.artes_finais_cartaz-geral-729x1024.png

 

Porque todos temos o dever de ser ativistas, conheçam os cinco casos que necessitam do nosso apoio este ano:

Nasser Zefzafi é uma das figuras mais conhecidas de um movimento cívico que exige melhorias socioecónomicas para Marrocos. Contudo, devido às suas ações pacíficas em defesa dos direitos de todos, foi detido e condenado a 20 anos de prisão. Deve ser imediatamente libertado.

 

Luis Manuel Otero Alcántara é um artista afro-cubano e autodidata, que publicou um vídeo online afirmando que iria juntar-se a uma manifestação pacífica em Cuba. Acabou por ser detido e levado para uma prisão de segurança máxima, onde se encontra até hoje. Deve ser imediatamente libertado.

 

Dorgelesse nunca tinha participado numa manifestação, mas, em setembro de 2020, as condições socioeconómicas nos Camarões motivaram-na a juntar-se a uma pela primeira vez. Por ter ousado manifestar-se pacificamente, Dorgelesse está a cumprir uma pena de 5 anos de prisão. Deve ser imediatamente libertada.

 

Em junho de 2021, Chow Hang-tung pediu para que, nas redes sociais, fossem acesas velas em memória de todos os manifestantes que perderam a vida no massacre de Tiananmen, em 1989. Por essa ação pacífica, encontra-se a cumprir pena de prisão. Deve ser imediatamente libertada.

 

Aleksandra decidiu que não podia continuar em silêncio face à invasão russa da Ucrânia. Devido a um protesto pacífico, neste momento está detida em condições terríveis e arrisca-se a uma pena de prisão que pode ir até aos 10 anos. Aleksandra deve ser imediatamente libertada.

Para que todos possam assinar esta petição em nome da Escola Secundária de Barcelinhos, no momento da assinatura, deverá ser inserido o código CQ9J.

 

Alerta-se para a necessidade de os alunos apenas assinarem estas petições com o conhecimento dos seus encarregados de educação.

 

Assinem as petições aqui.

Também poderão ser enviadas mensagens solidárias aqui.