Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Diários de Escrita por, Ângela Miranda Araújo

a-quinta-dos-animais-comentada-pelos-nossos-leitorNa obra "A Quinta dos Animais", de George Orwell,  está implicita uma crítica à sociedade em que o autor se encontrava. No entanto, anos e anos depois, podemos ainda ver que a obra continua uma crítica atual.

Das muitas frases que marcam este livro, "Todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais do que outros" é a frase mais profunda e que mais nos toca; vemos que se aplica à nossa sociedade, ao nosso mundo. Este excerto transmite uma ideia que observamos desde pequenos: todos somos iguais e todos temos os mesmos direitos, no entanto, há pessoas que tem mais poder e mais previlégios do que outros. Vemos e aceitamos isto diariamente.

Sou da opinião que uma sociedade necessita de líderes. No entanto, sou contra o abuso de poder. Como acontece no livro, os porcos, tendo o poder de controlar o resto dos animais, modificaram as leis para o seu próprio bem. Estes líderes da quinta afirmavam que todos os animais eram iguais, porém, os porcos necessitavam de mais privilégios devido ao facto de governarem aquela quinta. Tinham o direito de dormir em camas, comer mais, beber álcool, trabalhar menos, etc... Os porcos critivavam os humanos, tornaram-se iguais a eles. Assumiram os mesmos vícios. Tornaram-se em líderes opressores que enganavam e escravizavam o seu povo.

Daqui, podemos retirar conclusões acerca da nossa sociedade atual: há líderes no mundo, no país e até num simples grupo de amigos. Muitos destes líderes tornam-se abusivos, forçando as pessoas a fazer coisas que não querem. Muitas vezes, vemos também um abuso de poder sobre os animais: homossexuais, pessoas de raças e etnias diferentes, pessoas idosas. São gurpos maltratados, com pouca voz, por vezes até escravizados. 

Concluindo, não podemos deixar que os líderes do mundo (sobretudo) nos enganem. Tomemos uma postura crítica e abramos os olhos para tudo isto!