Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Carlos Ruiz Zafón

Morreu o escritor Carlos Ruiz Zafón, autor de "A Sombra do Vento"

O escritor catalão tinha 55 anos e lutava contra um cancro desde 2018. Morreu em Los Angeles, cidade onde vivia desde a década de 90.

Morreu o escritor Carlos Ruiz Zafón, autor de

"Carlos Ruiz Zafón, Barcelona, 1964 - Los Angeles, 19 de junho de 2020", lê-se na página dedicada ao autor no portal da editora espanhola Planeta. O escritor catalão morreu esta quinta-feira em Los Angeles, cidade onde residia. Tinha 55 anos e lutava contra um cancro desde 2018.

"Hoje é um dia muito triste para toda a equipa da Planeta, que conheceu e trabalhou com o escritor durante 20 anos, durante os quais se forjou uma amizade que transcende o profissional", lê-se no comunicado. Zafón morreu, mas continuará muito vivo "através dos seus livros", conclui a editora.

Nascido em Barcelona a 25 de setembro de 1964, Carlos Ruiz Zafón, que se iniciou em 1992 no “estranho ofício de romancista”, como costumava dizer, conquistou o público e a crítica com “A Sombra do Vento”, finalista do Prémio de Romance Fernando Lara 2001 e do Prémio Llibreter 2002, eleito o Melhor Livro de 2002 pelos leitores do jornal La Vanguardia, traduzido para mais de 40 línguas e com mais de 6,5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo desde o lançamento, em 2001.

Com "A Sombra do Vento", traduzido em mais de 40 línguas, Carlos Ruiz Zafón venceu também o prémio Correntes de Escritas/Casino da Póvoa de Varzim em 2006 e, numa mensagem de agradecimento na altura àquele prémio literário, dizia que o romance era "uma pequena carta de amor à arte da narrativa, ao ofício de criar e contar histórias, uma homenagem a quem as constrói palavra a palavra".

Em “O Jogo do Anjo” (2008), Zafón regressou ao cemitério dos livros esquecidos de “A Sombra do Vento” e vendeu nesse ano, só em Espanha, um milhão de exemplares. Mais tarde completaria a tetralogia com "O Prisioneiro do Céu" e "O Labirinto dos Espíritos".

Nascido em Barcelona, em 1964, foi educado num Colégio Jesuíta, cursou jornalismo, trabalhou em agências de publicidade e editou o primeiro romance, “O príncipe da neblina”, em 1993, tendo ganhado o Prémio juvenil Edebé.

O escritor vivia há mais de duas décadas em Los Angeles, Califórnia, onde escreveu romances e argumentos para cinema.

Em Portugal está publicada grande parte da obra do escritor catalão, incluindo ainda o romance "Marina" e os títulos "O Palácio da Meia-Noite" e "As Luzes de Setembro", também reunidos, juntamente com "O Príncipe da Neblina", na intitulada "Trilogia da Neblina", para leitores mais jovens.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.