Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Diários de Escrita

Diários de Escrita, por Carla Sampaio, 12º A
 Apreciação crítica do livro «Filhos brilhantes, alunos fascinantes», de Augusto Cury

De entre dezenas e dezenas de livros que eu já li até hoje, nenhum me tinha levado a tal reflexão e aventura pelos meus pensamentos mais profundos. Falo de um fascinante livro intitulado «Filhos brilhantes, alunos fascinantes», de Augusto Cury.

Foi o primeiro livro que li deste autor, mas garanto que não será o último. Além de ser escritor é cientista, psiquiatra, psicoterapeuta e ainda médico. É um dos mais conceituados investigadores na área da qualidade de vida e de desenvolvimento da inteligência humana.

Através dos seus livros, Augusto Cury leva os leitores a reflexões profundas sobre o rumo das suas vidas e o modo como pensamos.
Tudo começa quando um novo professor chamado Romanov foi destacado para uma escola que tem a alcunha de “Escola dos Pesadelos”. Aqui, tal como indica o nome, tudo era terrível. A relação aluno-professor era infernal e nenhum professor aguentava mais de alguns meses. No entanto, aquele professor parecia ter outro projeto para o futuro daquela escola. Este depara-se com alunos, professores e pais, desiludidos e sem esperança. Contudo, com a arte do ensino, Romanov prova a todos os seus colegas que é possível alterar o rumo da vida dos jovens.
Através de histórias e ensinamentos de vida, este professor mostra aos alunos que a vida tem muito para nos dar, se soubermos guiá-la e alimentá-la com sonhos e objetivos. Pouco a pouco, Romanov devolve-lhes a capacidade de sonhar e de construir uma vida melhor.
Ao longo da minha leitura, sentia dentro de mim uma obrigação de parar a cada palavra para meditar sobre as minhas ações e os meus pensamentos. Vinham-me à mente perguntas que pareciam não ter resposta, mas logo na leitura eu conseguia resolver os puzzles e clarificar os meus sonhos, os meus objetivos e os meus pensamentos. Quando parava de ler, sentia-me mais leve como se todos os problemas e encruzilhadas tivessem desaparecido, pois parecia que de repente a minha vida ficara maravilhosa. Decerto ela já era assim, eu é que não tinha reparado porque estava mais preocupada com outras coisas que agora são insignificantes.
Aconselho, vivamente, a todos aqueles que estão numa fase menos boa da sua vida, ou simplesmente querem aprender a sonhar, a ler este livro intemporal que, com pouco mais de cento e cinquenta páginas, nos coloca no sentido certo para uma vida próspera e feliz.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.