Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Beaf - Biblioteca Escolar António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

"Encontro com..." Carlos Basto


Após vários encontros com escritores, sessões deleitura pública e duas exposições, encerramos a feira do livro com a presençade um grande artista  Barcelense,  Carlos Basto.
Autor de inúmeras obras em diversas áreas, desde ocinema à fotografia é, sobretudo, como aguarelista e pintor que se temnotabilizado.
Com uma plateia muito atenta de alunos eprofessores, ouvimo-lo falar das suas obras dando principal destaque ao seuúltimo livro de ilustrações a aguarelas “Caminho de Santiago, em terras de Barcelos”.A propósito deste projeto, referiu que, o artista necessita de conhecer bem amatéria da obra  que se propõe ilustrar-neste caso o percurso  pedestre entrePorto e Santiago de Compostela - trabalho que nem sempre é fácil por ser umapesquisa demorada onde o olhar do artista obriga a selecionar os locais quemais tocam o visitante . A narrativa deste constrangimento, serviu de mote auma longa conversa sobre as várias histórias que vivenciou ao longo do períodoem que visitou, in loco, todos os pontos culturais que os caminhantes podemcontemplar ao fazer os Caminhos de Santiago. Houve ainda tempo para propor umdesafio ao nosso convidado: a ilustração de um poema de Natal, lido por duasalunas. Perante esta proposta, o aguarelista registou a história nunsesquissos, evidenciando a forma , sempre subjetiva, de  como se podeconverter a comunicação verbal em não-verbal.
 Foi umasessão interessante na companhia deste artista e da nossaquerida colaboradora da Biblioteca Municipal, D.ra Ana Paula Brito, que moderoua sessão.



"Encontro com..." Carlos Basto


Após vários encontros com escritores, sessões deleitura pública e duas exposições, encerramos a feira do livro com a presençade um grande artista  Barcelense,  Carlos Basto.
Autor de inúmeras obras em diversas áreas, desde ocinema à fotografia é, sobretudo, como aguarelista e pintor que se temnotabilizado.
Com uma plateia muito atenta de alunos eprofessores, ouvimo-lo falar das suas obras dando principal destaque ao seuúltimo livro de ilustrações a aguarelas “Caminho de Santiago, em terras de Barcelos”.A propósito deste projeto, referiu que, o artista necessita de conhecer bem amatéria da obra  que se propõe ilustrar-neste caso o percurso  pedestre entrePorto e Santiago de Compostela - trabalho que nem sempre é fácil por ser umapesquisa demorada onde o olhar do artista obriga a selecionar os locais quemais tocam o visitante . A narrativa deste constrangimento, serviu de mote auma longa conversa sobre as várias histórias que vivenciou ao longo do períodoem que visitou, in loco, todos os pontos culturais que os caminhantes podemcontemplar ao fazer os Caminhos de Santiago. Houve ainda tempo para propor umdesafio ao nosso convidado: a ilustração de um poema de Natal, lido por duasalunas. Perante esta proposta, o aguarelista registou a história nunsesquissos, evidenciando a forma , sempre subjetiva, de  como se podeconverter a comunicação verbal em não-verbal.
 Foi umasessão interessante na companhia deste artista e da nossaquerida colaboradora da Biblioteca Municipal, D.ra Ana Paula Brito, que moderoua sessão.