Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca Escolar Dr. António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

Biblioteca Escolar Dr. António Ferraz

"Ler engrandece a alma!" [Voltaire]

19.Out.09

Comemorações do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

A Biblioteca está intimamente ligada à leitura que, em contexto escolar, profissional ou de lazer, tem um lugar privilegiado na promoção do desenvolvimento cultural, científico, comunicacional e social da sociedade e dos indivíduos. Assim, nunca será demasiado incentivar os jovens para a leitura.
A escola deve ajudar a criar e a desenvolver hábitos de leitura, promovendo e explorando o livro, dinamizando actividades inovadoras e interessantes com livros. A Biblioteca escolar assume, neste âmbito, uma função primordial.
A nossa biblioteca tem tentado atingir estes objectivos organizando diversas actividades. A comemoração do mês das Bibliotecas é mais uma que pretende contribuir para a consecução da grande finalidade que é implicar cognitiva e emocionalmente os alunos com o livro.
Apresentamos, por conseguinte, um programa de comemorações que dá lugar e voz aos mais experientes, mas também aos mais jovens na sua relação com os livros.


PROGRAMA

De 26 a 31 de Outubro
Exposição de Pintura (Ângela Silva)

27 de Outubro
10.00h: Apresentação do Livro, Pelos Caminhos da
Escrita —
Projecto da Escrita Criativa
14.30h: “À conversa com…” Drª Filomena Alves

28 de Outubro
10.00h: “Chá de Livros”
14.30h: Encontro com jovens escritoras:
Ana Andrade; Ana Margarida Cardoso,
Maria Esteves e Daniela Cardoso
19.Out.09

Chá de Livros

Chá de Livros
2009-10-14

Rosa chá Azul Anil

Chá de Livros
2009-10-14

Rosa chá Azul Anil

Alma rosa chá. Vestida de rosa chá. Na casa rosa areia.
Leva enquanto passeia um oceano de espantos nas mãos:
Cinzas de rosas no ar do quarto do avô morto.
Mistério ácido na boca
sabor do fruto vítreo
de figueira desconhecida.
Açúcar cristal brilha
mínimas estrelas nas mãos.
Céu rosáceo de Dali desce ao chão
e incendei ao futuro lilás:
rosa chá azul anil
Linhas do destino emaranhadas
já no ventre de nossas mães.
E apenas agora o homem sagrado
envolto em acordes de estrelas no cio.
meu azul demorado!

Barbara Lia